Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já a Seguir

Já a Seguir

À conversa sobre “Casa do Cais” (com Ana “Peperan” Correia, Helena Amaral)

Manuel Reis, 30.01.20

jas_007_1200x630.jpg

A segunda temporada da Casa do Cais estreou com grande fanfarra na RTP Play, e trouxe a Ana Correia (ou “Peperan”) e a Helena Amaral a estúdio para falarmos da série, do Preço Certo e de jingles.

Ouçam a Epopeia (novos episódios todas as Quintas-feiras, em directo, às 10:40, na RDP Internacional)
Vejam a Casa do Cais

Subscrevam o Já a Seguir no Apple Podcasts, no Spotify ou através do feed RSS.

Onde (e como) ver os nomeados para os Óscares

Não são assim tão poucos, e estão quase todos disponíveis legalmente

Manuel Reis, 20.01.20

Oscars-logo.jpg

 

Mais um ano passou, mais um ciclo de nomeações aos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Mas, estando fora do Estados Unidos ou não sendo membro da Academia, torna-se difícil conseguir ver todos os nomeados em tempo útil. Isto, claro, sem contar com o tempo que passamos à procura de de cada um destes filmes.

Foi por isso que procurei e estes foram os resultados que encontrei: eis algumas dicas para ver os nomeados, dentro das possibilidades legítimas. Muito sinceramente, quando parti para isto, não esperava que os resultados fossem tão encorajadores.

O Fácil

irishman_cena.jpg
The Irishman tem 10 nomeações e um rejuvenescimento digital de fazer inveja a qualquer creme Q10. [Foto: Niko Tavernise/Netflix]

Apesar de não ter prática da estreia generalizada de filmes em sala, a verdade é que a Netflix traz à mesa um ponto extremamente positivo: distribuição global. Qualquer produção deles é disponibilizada em todos os territórios em simultâneo, oferecendo uma cobertura difícil de acontecer na distribuição internacional, sobretudo num modelo de distribuição em que as estreias e a disponibilização em home video/on demand ainda têm um desfasamento grande. No entanto, volto a insistir: é um pecado capital não estrear filmes, sobretudo os grandes filmes, no cinema. Não me surpreendia se a Netflix fosse arredada de grandes vitórias como resposta da indústria a esta postura.

Mesmo assim, a gigante do streaming tem 24 nomeações, incluindo duas para Melhor Filme: é lá que podem ver The Irishman e Marriage Story, mas também The Two Popes, nomeado para Actor, Actor Secundário e Argumento Adaptado; J'ai perdu mon corps e Klaus, nomeados para Melhor Filme de Animação; American Factory e Democracia em Vertigem, nomeados para Melhor Documentário; e Life Overtakes Me, nomeada para Melhor Documentário em Curta-Metragem. Os links mandam-vos directamente para os filmes, mas têm de ter uma subscrição para os poderem ver.

Gisaengchung (ou Parasitas - o filme do ano, para mim), teve a sua distribuição reforçada em todo o país. O filme está em exibição contínua em Portugal desde Setembro, algo já de si estranhíssimo para um filme de Hollywood, ainda para mais para um filme não-americano. Será lançado em DVD em Portugal na semana seguinte à da cerimónia.

Dois dos filmes mais nomeados, Joker e Once Upon a Time… in Hollywood, ainda estão a rodar em algumas salas do país, mas também já estão à venda em DVD e disponíveis em alguns serviços de aluguer por VOD.

De resto, dos nomeados para Melhor Filme, ainda há três filmes por estrear nas salas portuguesas: 1917, de Sam Mendes, estreia cá no dia 23; no entanto, devido aos recentes problemas da Universal (distribuidora) com a NOS (exibidora), poderá não ter uma distribuição tão alargada pelo país como seria expectável (à semelhança do que já aconteceu com Hobbs & Shaw, Good Boys ou Cats - se bem que, neste caso, até foi melhor assim). [UPDATE: Aparentemente, 1917 foi lançado em todos os cinemas da NOS. Vá, vão ver!] Bombshell (com três nomeações) também se estreia no dia 23*, e Jojo Rabbit e Little Women estreiam no dia 30, tal como o documentário For Sama. Ainda antes da cerimónia vai ser possível ver Boże Ciało, a aposta polaca para Filme Internacional, que estreia no dia 6 de Fevereiro.

* Também no dia 23? O Filme do Bruno Aleixo. Não está nomeado. Mas vale a pena referir.

Curtas Ficção Live-Action:
Brotherhood
Nefta Football Club
The Neighbors' Window
Saria
A Sister
Curtas Animação
Dcera (Daughter)
Hair Love
Kitbull
Memorable
Sister [Pago]
Curtas Documentário
In the Absence
Learning to Skateboard in a Warzone (If You're a Girl)
Life Overtakes Me [Netflix]
St. Louis Superman
Walk Run Cha-Cha

Também estão disponíveis 12 das 15 curtas nomeadas para Animação, Ficção e Documentário. Os links estão aqui ao lado.

Boa parte dos blockbusters lançados ao longo do ano e que conseguiram nomeações estão disponíveis para aluguer nas plataformas de VOD das operadoras, no YouTube/Apple TV/Google Play, ou em DVD. Entre estes estão Rocketman, Avengers: Endgame, Toy Story 4 ou Ad Astra.

O Difícil

Há filmes cuja nomeação cai num limbo entre a exibição em sala e o lançamento em home video/VOD. É o caso de Ford v Ferrari, que também continua em exibição, mas apenas em três salas. [UPDATE: Duas salas.] Tal como Parasitas, o DVD será lançado pouco depois dos Óscares.

Dolor y Gloria, de Pedro Almodóvar (nomeado para Melhor Filme Internacional e com Antonio Banderas indicado para Melhor Actor), está em exibição apenas em Lisboa, e apenas à tarde, pelo menos até 22 de Janeiro.

O Impossível

De 53 filmes nomeados, há 10 9 que não estão disponíveis no mercado português (seja em sala ou on demand); seja porque já fizeram o seu percurso e estão naquele purgatório entre exibição em sala e DVD/VOD; seja porque, simplesmente, não vão estrear cá. Tira-se destas contas Les Misérables, nomeado para Filme Internacional, que estreia dia 20 de Fevereiro.

hanks_rogers.jpg
Tom Hanks está nomeado pela primeira vez em 19 anos, mas o filme não tem estreia marcada para Portugal. [Foto: Lacy Terrell/Sony]

O maior crime desta award season é a não-estreia de A Beautiful Day In The Neighborhood, com Tom Hanks (nomeado para Melhor Actor Secundário), um nome que põe rabos nas cadeiras, mesmo que a referência cultural possa ser desconhecida do público português. Com duas nomeações (entre as quais Melhor Actriz), Harriet (dedicado à vida de Harriet Tubman, abolicionista e activista afro-americana durante o século XIX) também não tem data prevista para estreia nacional, bem como dois dos nomeados para Melhor Documentário, The Cave e Honeyland (também indicado para Filme Internacional).

Entre os que já foram exibidos em Portugal, Judy já estreou e já fez o seu percurso e The Lighthouse, com Willem Dafoe e Robert Pattinson, foi apenas exibido no Lisbon & Sintra Film Festival. [UPDATE: The Lighthouse irá estrear no dia 27 de Fevereiro, em exclusivo no Cinema Nimas, em Lisboa. h/t @Abel_Oliveira10, @fcondemartins]

A cerimónia acontece no dia 9 de Fevereiro, com transmissão na Fox Movies (sem comentários em português) e na Fox (com comentários em português). Se detectarem alguma falha ou alguma estreia marcada entretanto, avisem!

P.S.: Querem um boletim para fazerem as vossas apostas e marcarem o que viram numa checklist? Também se arranja.